Virus de roteador, um problema se tornando comum

Você já ouviu falar em vírus no roteador? Esse é mais um dos problemas que podemos encontrar ao usar a internet e com o qual precisamos saber lidar para não sermos prejudicados.
Tal tipo de ataque pode acontecer com qualquer pessoa, independentemente de dispositivo e sistema operacional usados — Windows, Linux, Android, iOS, BlackBerry, Mac OS e Windows Phone. Além disso, não é possível instalar um antivírus no roteador, o que torna mais difícil sua proteção.
Mesmo assim, é comum que as pessoas não conheçam ou não saibam como encarar esse e outros ataques, o que resulta em problemas de segurança para os usuários da rede do dispositivo. Não só a velocidade da navegação é afetada, mas também há os riscos financeiros.
Pensando nisso, preparamos este artigo com todas as informações sobre o que é o vírus no roteador e como evitá-lo, para você não ter problemas durante sua conexão. Confira!

O QUE É O VÍRUS NO ROTEADOR?
Esse vírus não é considerado um malware, porém pode causar os mesmos problemas de um. Ele ataca os roteadores de uma rede — dispositivos responsáveis por gerenciar a conexão entre os aparelhos conectados. 
O resultado é a confusão no DNS do dispositivo, alterando seu funcionamento. Dessa forma, em vez de navegar em sites seguros, os dispositivos são direcionados a páginas falsas e maliciosas. O objetivo dessa prática pode ser faturar com visualizações de anúncios ou, até mesmo, roubar dados pessoais.

EXISTEM MANEIRAS DE SE PREVENIR OU LIVRAR DE ATAQUES?
Como falamos, existem dois tipos de ataques que resultam na presença de vírus nos roteadores de residências. Mas há formas de evitar ou identificar esse problema em ambos os casos.
Na primeira modalidade de ataque, tudo é feito de forma remota. Para solucionar a questão, é necessário atualizar o firmware do roteador. Tal prática corrige falhas de segurança que são aproveitadas pelos hackers. Porém, esse não é um processo muito simples, sendo que o mais indicado é contar com um profissional qualificado para o trabalho. 
No segundo caso, em que há a interação do usuário, basta que ele fique atento a esses e-mails, não aceitando ou clicando em mensagens de desconhecidos. Ainda assim, se você clicar em um link, faça a alteração da senha do computador e de acesso à rede.

Compartilhe nas redes sociais

Veja mais!

Artigos recomendados para você ler mais

Você ainda paga
instalação de
internet?

Saiba mais

Plano empresarial Orixinet: vantagens
para sua empresa

Saiba mais

Sinal com baixa intensidade? o que pode
causar interferências no seu WIFI.

Saiba mais

Você compatilha a senha do wifi com
vizinhos?

Saiba mais

Cuidados a serem tomados a ONU e sua
estrutura de rede

Saiba mais

Internet Fibra vs Rádio

Saiba mais

Rolar para cima